Sobre a Lagoa

Descubra a natureza

O símbolo da Reserva Natural é o rouxinol-pequeno-dos-caniços Acrocephalus scirpaceus, espécie que inverna em África e chega à lagoa de Santo André na primeira quinzena de março atingindo a população a sua maior expressão numérica em outubro. Numerosos casais nidificam nesta Área Protegida.

A Reserva Natural inclui duas Lagoas Costeiras - as lagoas de Santo André e da Sancha - e um sistema de pequenas lagoas de água doce formadas em depressões dunares "Poços". Marginando ambas as lagoas ocorre um conjunto diversificado de ecossistemas aquáticos e ribeirinhos.

Flora

A flora e vegetação da Reserva constituem alguns dos seus elementos naturais mais importantes, estando inventariadas 510 espécies de plantas vasculares distribuidas por 79 famílias. As espécies de flora mais valorizadas dizem respeito a endemismos lusitânicos ou quase, cuja abundância na Reserva se reveste de alto valor para a conservação da espécie a nível global, precisamente por constituírem populações vastas e bem preservadas, nomeadamente Ononis hackelii, o tomilho-vulgar Thymus carnosus, o tomilho-carnudo Thymus capitellatus, Armeria rouyana e herniária Herniaria maritima.

Fauna

Pela sua diversidade de biótopos, esta Reserva Natural apresenta uma elevada riqueza específica. Já foram registadas 54 espécies de peixes, 12 de anfíbios, 15 de répteis, 29 de mamíferos e 241 de aves. Os invertebrados são menos conhecidos, existindo contudo estudos sobre alguns habitats e grupos taxonómicos específicos. Foram já inventariados na Reserva cerca de 344 invertebrados aquáticos e 205 borboletas.

As aves são, porém, o grupo faunístico mais bem estudado nas lagoas de Santo André e da Sancha. A lagoa de Santo André situa-se entre as mais importantes zonas húmidas nacionais para as aves.

  • A Estação de Anilhagem do Monte do Outeirão, funciona num antigo monte alentejano recuperado para esse efeito. Se pretender acompanhar sessões de anilhagem de aves e conhecer a mais antiga estação de anilhagem do país para a época migratória, que se encontra instalada no Monte do Outeirão, contacte monteouteirao_eon@sapo.pt

  • Saiba mais sobre as aves da lagoa aqui.

Cultura

Na gastronomia, destacam-se os pratos à base de peixe, capturado na lagoa de Santo André, sendo os mais característicos as caldeiradas de enguias e as enguias fritas, que são servidos nos restaurantes da região.

Na doçaria, realçe para as alcomonias, doce típico da região feito à base de pinhões e mel.

Outra atividade com expressão significativa na região é a abertura artificial da lagoa de Santo André ao mar. Apesar de não ser uma festa tradicional, atrai habitantes da região e não só, marcando, simbolicamente, o início da primavera.

Nas povoações adjacentes à Reserva ocorrem outros acontecimentos com relevância etnográfica, não se relacionando contudo diretamente com os elementos culturais ou naturais da Reserva, nomeadamente as Feiras e as Festas Tradicionais, como os Banhos de São Romão, na Costa de Santo André, a 9 de agosto.

Conteúdo adaptado de Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

Praia - Costa de Santo André

photo by playocean

A praia da Costa de Santo André é uma praia galardoada com Bandeira Azul. Com muito orgulho. Trata-se de uma praia vigiada na época balnear, com chuveiros de praia e zonas de descanso. Como acontece em todas as praias, aconselha-se precaução no mar e vigilância dos mais pequenos. Divirta-se. Saiba mais em www.bandeiraazul.abae.pt.

Tipologia da praia: Costeira
A praia está próxima de uma área protegida? Sim
Existem riachos, rios ou outras linhas de água na área da praia? Sim
Média estimada de utentes na época balnear: 6000
Temperatura média durante o ano: 17 ºC
Temperatura média no verão: 25 ºC
Temperatura média da água de banho: 13 ºC
A praia está devidamente sinalizada? Sim